Museu Zoroastro Artiaga

Histórico
O Museu Zoroastro Artiaga foi criado em 6 de Fevereiro de 1946, pelo Decreto Lei n. 383. As primeiras coleções do museu foram formadas a partir do mostruário da Exposição Permanente de Goiás (Escola Técnica de Goiás, 1942), e outros objetos expressivos da cultura e história do Estado de Goiás, que foram doados por Acari dos Passos de Oliveira, Joaquim Machado Araújo, Orlando Ribeiro e Zoroastro Artiaga. Desde então novos objetos foram agregados às coleções do acervo do museu, que hoje conta com mais de quatro mil peças.
O Museu Zoroastro Artiaga passou por uma ampla reestruturação institucional e museográfica. De 1999 a 2003, foram restauradas as fachadas do museu, telhados, calhas, instalações hidráulicas, com melhorias na ventilação e controle de luminosidade. Formulou-se também, um programa de catalogação digital de acervos de museu, concebido e executado por sua equipe técnica.
Os circuitos da nova museografia descrevem: a história da terra, formação geopolítica de Goiás, fósseis, pré-história, a paisagem natural com uma coleção de taxidermia, arqueologia e mineração colonial, e outros aspectos de ocupação e transformação do território goiano. A etnologia indígena, navegação do Araguaia, arte sacra, folclore, a imprensa goiana, cinema e fotografia, mineralogia, artes industriais; e as salas especiais: sala dos governadores, casa caipira, galeria de arte popular e Sala Zoroastro Artiaga, também formam a nova exposição “Histórias de Goiás”.  O museu também conta com o Auditório Henrique Silva, de 90 lugares, laboratório de restauração, reserva técnica e a Biblioteca Regina Lacerda, especializada em história de Goiás.

Importância Sociocultural
O Museu Zoroastro Artiaga leva o nome de seu fundador, o professor Zoroastro Artiaga (1891-1972), que foi professor, advogado, geólogo e historiador, e o primeiro diretor da instituição. O edifício foi construído em 1942/43, pelo engenheiro polonês Kazimiers Bartoszevsky (1914-1990), em estilo Art Decó, originalmente para sediar o Departamento de Imprensa e Propaganda – DIP. De influência classicizante, este edifício compõe o conjunto administrativo de Goiânia, e foi tombado como Patrimônio Arquitetônico e Histórico Estadual pelo Decreto-Lei n. 4943, de 31 de Agosto de 1998, e também foi tombado pelo IPHAN em 2004.
O Museu Zoroastro Artiaga é o museu de referência da história de Goiás, onde os objetos que constituem seu acervo refletem e  demonstram em sua narrativa, aspectos da diversidade da cultura material e imaterial do estado de Goiás.

Responsável
O Diretor responsável pelo Museu Zoroastro Artiaga é Henrique de Freitas. Ele estudou arte e design no Massachusetts College of Art, School of the Museum of Fine Arts – TUFTS e Universidade Federal de Goiás, tambem atuou como assistente de arte para Gregg LeFevre Studios em Nova Iorque. Foi curador da Coleção Francis Cabott Lowell Mill, em Waltham, Massachusetts. É pesquisador do patrimônio histórico e arquitetônico de Goiânia, mestrando em Gestão do Patrimônio Cultural, e membro do Conselho Internacional de Museus – ICOM-BR.