Instituto Goiano do Livro

Histórico
O Instituto Goiano do Livro (IGL) é a unidade da Secretaria de Estado da Cultura (Secult Goiás) responsável pelo incentivo à literatura através da promoção de concursos e divulgação da criação literária goiana.
O IGL foi criado em 1965 como parte do Departamento Estadual de Cultura da Secretaria da Educação e Cultura. O escritor Emílio Vieira foi seu primeiro diretor tendo coupado esta função pode onde anos. Ao longo de sua existência o IGL teve como diretores, entre outros, os escritores Ubirajara Galli, Pio Vargas e Yêda Schmaltz. Desde 1989 o Instituto funciona em sua atual sede, no Centro Cultural Marieta Telles.
A partir de 1999 o IGL ampliou em muito sua atuação. Além de incluir uma categoria específica para autores inéditos na Bolsa de Publicações Cora Coralina, elevando de 2 para 4 livros publicados por concurso, foram criados novos concursos e prêmios literários, que hoje constituem o maior programa de publicações literárias mantido por governos estaduais em todo o Brasil.
Anualmente o IGL organiza a seleção de obras que são publicadas pelas coleções Aldebarã (dramaturgia), Supernova (infantil e juvenil), Karajá (ensaio, prosa e poesia) e Pali Palã (vários gêneros). A seleção das obras publicadas é feita por comissões julgadores e por um Conselho Editorial de alto nível, formado por escritores e críticos literários. Vinte livros já foram lançados por aquelas coleções e mais 25 livros estão em processo de produção pelo IGL e serão lançados ao longo de 2001.
O IGL investe na revelação de novos escritores em Goiás, possilitando a publicação de suas obras, tanto que cerca da metade dos títulos já publicados e programados são de novos escritores. Os escritores já consagrados não foram esquecidos, tanto que em 2001 inicia-se uma nova coleção, a José J. Veiga, que publicará obras dos melhores autores da literatura de Goiás.
Os livros publicados têm tiragem de 1000 exemplares, sendo que 40% são distribuídos gratuitamente pelo IGL a biliotecas públicas, instituições culutrais e programas de incentivo à leitura, contribuido para a democratização do acesso à literatura de Goiás. O IGL também organiza atividades de divulgação e estudo da obra dos escritores goianos. Palestras, debates e a realização de cursos sobre literatura são atividades permanentes. Em 2001 se inciia o projeto “Encontro com Escritores” que contará com a participação dos principais nomes da literatura produzida em Goiás, ministrando cursos rápidos e inteiramente gratuitos para as pessoas interessadas em literatura.
Importância Sociocultural
É responsável pela política cultural na área literária, com ênfase para a difusão de livros de autores goianos.