Turismo Cultural

Atrações culturais e turísticas

O visitante encontra em Goiás locais interessantes que reúnem aspectos lazer. Pelo lado histórico, há atrações como o conjunto arquitetônico de cidades como Goiás, Pilar de Goiás e Silvânia.

Na Cidade de Goiás, são locais imperdíveis, por exemplo, a Casa de Cora (doceira Cora Coralina); a Catedral de Sant´ Anna, a Cruz do Anhangüera, a Igreja Nossa Senhora de  Aparecida (no povoado de Areias) e o Museu das Bandeiras. Além de construções Santa Bárbara possui escadaria com 68 degraus. Constituem atrativos também a templos, como as esculturas de Veiga Valle, no Museu de Arte Sacra da Boa Morte.

Pirenópolis, a segunda mais antiga cidade goiana (a primeira é a Cidade de Goiás), oferece locais interessantes como a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário (construída entre 1728-1738); a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim (1750-1754) e a Igreja de Nossa Senhora do Carmo (1750). O Teatro de Pirenópolis foi edificado pela comunidade em 1899. A Fazenda Babilônia, construída por escravos, no início do século 19, é um dos pontos que mais despertam interesse. Há hotéis, pousadas e lindas cachoeiras, como a Bonsucesso, a Cachoeira do Abade e o Caldeirão de Santa Maria.

Pilar de Goiás oferece locais como a Casa da Princesa (construção de 1760), considerada a mais importante edificação da cidade; a Casa de Câmara e Cadeia, fundada pela comunidade, por volta de 1800 e a Igreja de Nossa Senhora das Mercês (cuja obra teve início em 1783 e só foi concluída em 1824).

Silvânia, a 77 quilômetros de Goiânia, possui construções notáveis. Como o antigo chafariz público, construído em 1868; o Centro Histórico, erguido por volta de 1730, e a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim, de 1782. Embora do século 20 (1924), o Colégio Anchieta é visto como um marco na história da educação em Goiás e referência nacional em qualidade de ensino.

Alto Paraíso — Há pontos em Goiás que atraem pelo lado místico que possuem. Como Alto Paraíso, o ponto mais alto do Planalto Central, a 423 quilômetros de Goiânia. A cidade chama a atenção pela natureza exuberante, com várias opções de lazer, como cachoeiras. É aí que se situa o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Alto Paraíso é atravessada pelo paralelo 14 (no denominado Jardim Zen), da mesma forma que a lendária Machu Pichu, no Peru. Esse fato tem originado fantásticas histórias, como a aparição de discos voadores e seres extraterrestres. No local estão instalados mais de 40 grupos místicos, filosóficos e religiosos. O lugar é visto por espiritualistas de todo o mundo como a “capital do terceiro milênio”.

Chapadão do Céu, uma cidade pequena que parece flutuar num imenso lago, no horizonte (daí a denominação), é o principal portal de entrada ao Parque Nacional das Emas, a maior área de preservação do bioma cerrado do planeta.

Aruanã é um dos mais importantes pontos de encontro do turista com o Rio Araguaia. Na alta temporada (de julho a setembro), a população flutuante chega a 40 mil pessoas, atraídas sobretudo por quilômetros de belíssimas praias.

Caldas Novas chama a atenção por suas fontes termais. As águas que jorram de poços profundos possuem temperaturas que variam de 30º a 57º C. A cidade oferece parques aquáticos e várias opções de lazer, além de considerável infra-estrutura hoteleira.